Apaixonante paixão

Dizem que ele nos invade completamente, deixa-nos sem reacção. Atinge-nos inesperadamente, deixando-nos noutra dimensão. Os sentidos ficam mais apurados e deixamos de ter sentido próprio, ficando em suspensão por aquele fio, agradável de saborear. Nada o vence e nada se atreve a lutar contra ele. Os obstáculos são postos de parte, quando é sentido de verdade. São momentos de prazer mútuo, que transformam a nossa vida, que até ali, era rotineira. Deve ser a fase em que somos mais felizes, da forma mais incondicional. Por mais que queiramos descrever como é que é, este sentimento, o que é que se sente, nunca ninguém conseguirá responder concretamente a essa questão, senão nós próprios, quando esclarecidos, devido à nossa verdadeira história de amor.
Texto realizado por: Muser & Jezebel

1 comentários:

# Gabriela disse...

Caras Muser & Jezebel,
não podia estar mais de acordo.
Lá dizia num-sei-quem: "Quem tenta definir, explicar o amor, nunca soube o que é amar."
- Não há explicação e ponto.
Para quê explicar se é tão bom só sentir? :')

 
Designed by Lena